Mandetta luta contra a Covid-19 enquanto Bolsonaro o massacra: ‘falta humildade e demito quem quiser’

1 min


Mais uma vez o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), atacou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, desta vez ele não deixou a insatisfação na alcova do poder e atacou publicamente o médico que está na linha de frente ao combate do novo coronavírus.

Nesta quinta-feira (2), em entrevista concedida a ‘Jovem Pan’, Bolsonaro massacrou Mandetta que ousou lhe contrariar e não abriu mão de manter o isolamento social, medida esta que é uma orientação da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Bolsonaro afirmou que está “faltando humildade” ao ministro da Saúde, reafirmou que gostaria de reabrir a atividade comercial no Brasil e só não o fez ainda porque não tem apoio popular suficiente para dar uma “canetada”.

O presidente disse que Mandetta “extrapolou” e que deveria “ouvir mais o presidente da República”.

“O Mandetta quer fazer muito a vontade dele. Pode ser que ele esteja certo. Pode ser. Mas está faltando um pouco mais de humildade para ele, para conduzir o Brasil neste momento difícil que encontramos e que precisamos dele para vencer essa batalha” ​, afirmou em entrevista à Jovem Pan.

Ele revelou que espera que os prefeitos e governadores ordene que a reabertura gradual das atividades comerciais, para evitar mais desemprego.

“O Mandetta já sabe que ele não está se bicando comigo. Já sabe disso. Eu não pretendo demiti-lo no meio da guerra. Não pretendo. Agora, ele é uma pessoa que, em algum momento, extrapolou”, disse.

Messias Bolsonaro ainda cravou que pode demitir quem ele quiser e que ninguém da equipe é “indemissível” e que “todo mundo pode ser demitido”.

Veja a entrevista completa:

Em tempos de Covid-19: FIQUE EM CASA

Fonte: UOL


Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

598